Incentivo a natalidade proposto por Passos Coelho


Passos Coelho, prepara-se para apresentar um plano de incentivo a natalidade, mas não disse é como.

Depois de alguma investigação, acho que descobri o porquê de tanta preocupação do primeiro-ministro. A saída da crise, passa pela exportação de salsichas de qualidade, mas para que isso aconteça, é preciso que haja cocó de bébes :)

Será este o Incentivo a natalidade proposto por Passos Coelho

Será este o Incentivo a natalidade proposto por Passos Coelho

Anúncios

Angolanos do BIC tomam conta do capital do BPN por 40 milhões de euros


Após o governo socialista ter decidido intervir e assumir toda a divida do BPN, cerca de 2,4 mil milhões de euros, o actual governo liderado por Passos Coelho, procede à sua privatização, limpo de passivos e pronto a laborar e a lucrar no mercado…

No meio desta rocambolesca novela, muita coisa estranha se passou, quer com governo Socialista, quer com o actual governo de coligação PSD/CDS, trazendo sempre prejuízos para o estado e para o povo, que já adivinhava o desfecho desta loucura centrista.

Esta nacionalização e como já foi referido anteriormente, irá obrigar a mais um esforço complementar do estado, na prática, o governo português paga ao BIC para comprar o BPN fazendo a recapitalização do banco na ordem dos 550 milhões de euros, e cumprir assim, as regras da Troika e do Banco de Portugal, para além disso fica com a responsabilidade de pagar as dívidas e as indemnizações aos funcionários que o banco angolano venha a dispensar. O presidente do BIC, Mira Amaral, disse esta segunda-feira à Lusa que o banco angolano vai despedir 830 trabalhadores do BPN, mantendo 750 postos de trabalho dos 1.580 que fazem actualmente parte dos quadros da instituição.

“Com este negócio acabámos por criar 750 postos de trabalho. Foi esse o acordo que fizemos com o Governo”, afirmou Mira Amaral

Indignação e protesto, contra o roubo e a destruição nacional…

Por Portugal e pelos portugueses

PNR SEMPRE

A recessão económica irá manter-se nos próximos nove trimestres


A recessão irá manter-se nos próximos nove trimestres com uma contracção na economia de 4%, enquanto se mantiver este flagelo, o desemprego tenderá a subir. A europa e o mundo continuam a abexigar Portugal, tratado como lixo financeiro pelos agiotas da Moody´s e escarnecido pelos vendilhões deste país.
Agora Passos Coelho quer alemães a controlar a EDP, já para não falar que a China Power está em conversações com o governo para ficar com 2,5%.
No meio disto tudo só nos resta lutar, contra estes bando de ajesuitados, que vivem à custa de um povo em sofrimento.

Revisão Constitucional, o protagonismo Social-democrata


Muda-se a constituição mas mantêm-se a podridão, esta é a proposta de Passos Coelho para a revisão constitucional apresentada pelo PSD.
Devaneio, loucura, libertinagem política… Sintomas de um sistema caduco e obsoleto, um atentado à Pátria ao homem e à família, como se a cura deste país miserável e bafiento, passa-se pelos moldes apresentados da revisão constitucional.

PSD procura redacção mais “soft” sobre os despedimentos

Meus caros amigos, os portugueses são os timoneiros da nação, juntos somos uma força inigualável e temida, cabe-nos a nós mudar o rumo, antes que a podridão acabe por nos contagiar a todos. Se é certo que o Sócrates é primeiro-ministro, Passos Coelho, sonha em o ser, dois cómicos que nos brindam diariamente com mais miséria e desemprego, mas isso não deveria causar qualquer espécie de urticária, tão habituados que estamos aos devaneios políticos destes energúmenos.

Conceder ao Presidente da República o poder constitucional de dissolver o governo, mantendo intacto o Parlamento sem ter a necessidade de fazer eleições, só mesmo de uma mentalidade mentecapta e com ideias pré-formatadas, provavelmente ainda nos irá surpreender muito ao género de David Copperfield.
O desígnio nacional à muito que se tornou numa realidade cheia “fedi veres” mas muito mortífera, consumindo aos poucos o que resta de um povo, que em outra hora, aclamava por um Portugal uno e patriótico.

À custa de quem?


O líder do PS(D) e compincha do “amigo” José,  considerou ontem ser “possível” (faltou foi explicar à custa de quem?) atingir a meta anunciada pelo Governo de reduzir o défice para três por cento antes de 2013.

Mais uma mente iluminada


Após avalanche de disparates de Passos Coelho eis que surge mais uma mente iluminada a dar o ar da sua graça.

“É preferível emprego precário a não haver emprego”

Marcelo Rebelo de Sousa

Mais uma martelada no povo português

Duvidas?


Depois de colocarem o país a saque e a corja ter sugado até ás entranhas os dinheiros públicos, chegou a vez do povo repor o que foi roubado.

O Primeiro-ministro, José Sócrates e o seu compincha do PSD, Passos Coelho, impõem ao país mais medidas de austeridade, é caso para dizer…  Estamos de tanga.