Angolanos do BIC tomam conta do capital do BPN por 40 milhões de euros

Após o governo socialista ter decidido intervir e assumir toda a divida do BPN, cerca de 2,4 mil milhões de euros, o actual governo liderado por Passos Coelho, procede à sua privatização, limpo de passivos e pronto a laborar e a lucrar no mercado…

No meio desta rocambolesca novela, muita coisa estranha se passou, quer com governo Socialista, quer com o actual governo de coligação PSD/CDS, trazendo sempre prejuízos para o estado e para o povo, que já adivinhava o desfecho desta loucura centrista.

Esta nacionalização e como já foi referido anteriormente, irá obrigar a mais um esforço complementar do estado, na prática, o governo português paga ao BIC para comprar o BPN fazendo a recapitalização do banco na ordem dos 550 milhões de euros, e cumprir assim, as regras da Troika e do Banco de Portugal, para além disso fica com a responsabilidade de pagar as dívidas e as indemnizações aos funcionários que o banco angolano venha a dispensar. O presidente do BIC, Mira Amaral, disse esta segunda-feira à Lusa que o banco angolano vai despedir 830 trabalhadores do BPN, mantendo 750 postos de trabalho dos 1.580 que fazem actualmente parte dos quadros da instituição.

“Com este negócio acabámos por criar 750 postos de trabalho. Foi esse o acordo que fizemos com o Governo”, afirmou Mira Amaral

Indignação e protesto, contra o roubo e a destruição nacional…

Por Portugal e pelos portugueses

PNR SEMPRE

Anúncios

Uma resposta

  1. Gosto do vosso trabalho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: