Boas vindas…


  A voz nacional dá as boas vindas a todos os chefes de estado no âmbito da Cimeira da NATO, presenteando todos com um artigo exclusivamente português.

O PNR opõe-se à actual Nato


A propósito da cimeira da Nato, a ter lugar em Lisboa nos próximos dias 19 e 20 de Novembro, vem o PNR protestar a sua repulsa por este acontecimento.

A Nato, criada em 1949, contou com Portugal como membro fundador, e muito bem, pois vivia-se o tempo conturbado do pós-guerra onde a partilha do mundo e a guerra fria que se avizinhavam e adivinhavam. Tal situação aconselhava assim à criação de uma organização que protegesse as nações ocidentais de prováveis ataques do bloco comunista e servisse ainda como elemento fortemente dissuasor.

A verdade é que, passados mais de 60 anos sobre a sua fundação, e alteradas as circunstâncias geo-estratégicas à escala mundial, a Nato transfigurou-se, e é hoje, claramente, uma organização ao serviço dos interesses dos Estados Unidos e do poder sionista.

Os interesses nacionais – de defesa, no contexto europeu e ocidental – já não estão salvaguardados com os moldes da actual Nato, levando-nos a questionar se ainda fará sentido permanecermos nela.

Portugal não tem que ser subserviente face a interesses estratégicos alheios aos nossos, nem deve gastar recursos com o envio de tropas para teatros de operações que não nos dizem respeito e mais do que isso, podem criar baixas entre os nossos militares.

Por esses motivos, vem o PNR manifestar o seu desagrado com a mega reunião da Nato, para a qual, Portugal, como país anfitrião, despende milhões que muita falta nos fazem para fins bem mais úteis.

Comissão Política Nacional | 15 Novembro 2010

A onde para o nosso dinheiro…