Estaline consentiu o massacre de 22 mil polacos em Katyn


Sete documentos secretos que responsabilizam a Rússia pelo massacre de 22 mil polacos em Katyn, em 1940, quando  Josef Vissarionovitch Stalin se encontrava no poder, vieram agora a público.

A Rússia nunca reconheceu os acontecimentos de Katyn e  ainda em 2008, a imprensa russa chegou a atribuir estes crimes a Adolf Hitler. Agora pode-se ver a assinatura de Estaline a concordar com a proposta do chefe da polícia política NKVD, que sugere

 “ examinar rapidamente o uso das maiores formas de punição – morte por fuzilamento” para exterminar os oficiais polacos, sem julgamento nem investigação.

KATYŃSKI MARSZ CIENI – Warszawa 2009

Anúncios