Muçulmano profana 30 túmulos na vila de Biéville-Beuville

Um estudante muçulmano que havia profanado a 28 de Janeiro trinta sepulturas no cemitério da vila de Biéville-Beuville (Calvados), foi condenado quarta-feira pelo tribunal criminal de Caen um ano com a pena suspensa.

 Ele foi preso pela polícia depois de ser descoberto por moradores intrigados com os barulhos que se faziam ouvir no cemitério do município de 2.700 habitantes. Várias cruzes e placas haviam sido quebradas. O energúmeno admitiu os factos e disse à polícia que tinha ouvido vozes dizendo-lhe para quebrar a cruz.

Anúncios

Uma resposta

  1. A nós basta-nos tão simplesmente como fazermos uma qualquer caricatura sobre um qualquer maomé.
    Para que não seja um, muçulmano, mas os muçulmanos de todos os países islâmicos, a pretenderem a nossa morte, mesmo que se digam que fomos induzidos por vozes!
    E, por estas, e outras, eles sentem-se no tal paraíso deles com as 40 virgens há espera, “a Europa”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: