Projecto HAARP

O projecto HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program), é um programa de Investigação financiada pela Força Aérea dos Estados Unidos, a Marinha e a Universidade do Alaska com o propósito oficial de “entender, simular e controlar os processos ionosféricos que poderiam mudar o funcionamento das comunicações e sistemas de vigilância”.

Em 1999, o Parlamento Europeu emitiu uma resolução onde afirmava que o Projecto HAARP manipulava o meio ambiente com fins militares, sustentando uma avaliação do projecto por parte da STOA (Science and Technology Options Assessment), o órgão da União Europeia responsável por estudo e avaliação de novas tecnologias, HAARP é uma arma dos Estados Unidos, capaz de controlar o clima provocando inundações e outras catástrofes.

27. Entende que o HAARP (Programa de Investigação de Alta Frequência Auroral Activa), em virtude dos seus profundos efeitos para o ambiente, é uma questão de interesse mundial e exige que os aspectos jurídicos, ecológicos e éticos sejam investigados por órgãos internacionais independentes antes da continuação da investigação e dos testes; deplora que o Governo dos Estados Unidos tenha repetidas vezes recusado enviar um representante testemunhar, na audição pública ou em qualquer outra reunião subsequente da comissão competente, sobre os riscos que comporta para o ambiente e para as populações um programa de investigação sobre as radiações de alta frequência (HAARP) financiado actualmente no Alasca;

28. Solicita ao Grupo de Avaliação das Opções Científicas e Técnicas (STOA) que aceite apreciar as provas científicas e técnicas fornecidas em todos os estudos sobre o HAARP a fim de avaliar a exacta natureza e o grau de risco criado pelo HAARP, tanto para o ambiente local como mundial e para a saúde pública em geral;

29. Convida a Comissão, em cooperação com os Governos da Suécia, da Finlândia, da Noruega e da Federação da Rússia, a apreciar as implicações do programa HAARP para o ambiente e a saúde pública nas regiões antárcticas da Europa e a apresentar um relatório ao Parlamento sobre

o resultado das suas investigações;

30. Solicita em particular a adopção de uma convenção internacional que institua uma proibição global de qualquer tipo de investigação e desenvolvimento, quer civil quer militar, que procure aplicar os conhecimentos existentes em matéria de funcionamento do cérebro a nível químico, eléctrico, de vibração sonora ou outro, ao desenvolvimento de armas susceptíveis de permitir a manipulação de seres humanos, bem como a proibição da instalação, efectiva ou eventual, de tais sistemas;

31. Insta a União Europeia e os seus Estados-Membros a actuarem no sentido da conclusão de acordos internacionais que permitam a protecção do ambiente contra destruições desnecessárias em caso de guerra;

Podem ler mais no Parlamento Europeu Aqui

 Em 2002, o Parlamento Russo apresentou ao Presidente Vladimir Putin um relatório assinado por 90 deputados dos comités de Relações Internacionais e de Defesa, onde alega que o Projecto HAARP é uma nova “arma geofísica”, capaz de manipular a baixa atmosfera terrestre.

Como funciona o HAARP

CHAVEZ ACUSA EUA DE TER USADO HAARP NO HAITI

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: