PEC ou será PREC…

Num ambiente de crise a desgovernação socialista continua de vento em poupa, mergulhada num poço de escândalos, envolvendo as mais altas esferas do estado, tão bons são uns como os outros, esta corja de pantomineiros que coabitam na Assembleia da República.

A canalha governa-se a si e aos seus, pagos a peso de ouro, roubando os dinheiros dos contribuintes, só os 230 deputados ganham mais que 44 mil pessoas a receberem o ordenado mínimo o antigo administrador da PT, Rui Pedro Soares envolvido na tentativa de compra da TVI, recebeu em 2009 a módica quantia de 1,533 milhões de euros em salários, 1,035 milhões são relativos a remunerações variáveis e prémios de gestão, cambada de ladrões.

 O povo jogado na estrumeira, vê a miséria do Abono de família congelado por três anos e como se não basta-se, o governo socialista ornamentou o presente, congelando também os subsídios de maternidade, doença, bolsas de estudo, subsidio de funeral e pensão rural.

 Isto tudo em nome do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) tenham mas é vergonha.

Contudo, nem sempre foi assim:

Anúncios

2 Respostas

  1. Temo que este comentário seja demasiado longo, para comentário peço desculpa, e segundo parece fixei residência no “A VOZ NACIONAL”.
    Sobre as siglas:
    PEC
    Interessante este PEC, diria mesmo neste caso que inconscientemente os estes doentes mentais procuram a cura.
    Existe perto de mim um (PEC).
    E, por ironia (PEC) é uma instituição da psicologia na saúde mental e ambulatória em Saúde mental ocupacional e praticada. Existe um departamento de V & D, J & K, PECFUNCIONA! e PEC-SHOWS!. A PEC é diferente de outras agências através de uma política unificada, linhas curtas, próximo aos doentes e um alto grau de satisfação do doente. A PEC também tem uma extensa psico-departamento de diagnóstico. A PEC é acessível, os seus funcionários são altamente qualificados: O PEC oferece 1 linha 2 linha como atendimento psicológico e atendimento psicológico em ambos os departamentos também oferece uma variedade de disciplinas. Os particulares podem vir a nós. A mente humana e os fenómenos que ocorrem na sociedade.
    Os portugueses tiveram desde o primórdio dos tempos Honra, Coragem, e uma Pátria a Defender que se distribuia pelas sete partilhas do mundo (como soe dizer-se).
    Pátria essa que defendiam com a tenacidade de autênticos Heróis. Exemplos não nos faltam na história desde D. Afondo Henriques, até Gilberto Santos e Castro.
    Até que numa certa madrugada de um 25 de Abril de 1974, os portugueses acordaram em sobressalto nessas sete partilhas do mundo por tanques de guerra nas ruas da baixa do coração da Nação, Lisboa.
    Ensonados e entorpecidos, não comprendiam a razão daquele aparato militar, incapazes de rápido raciocínio pelo agitaes de uns lunáticos, estes lá foram dizendo que era tudo em nome de uma liberdade. Liberdade? Qual?
    Mas livres eramos todos nós!
    Apanhados pela refrega caíram em torpor do qual ainda não saíram.
    Pelas sucessivas refregas que se instalaram no país desde então.
    Veio a mistificação de outra coisa completamente diferente, caracterizada pela fraude consciente dos manipuladores da mente e a simulação premeditada do fenômeno mediúnico, com intenção de enganar os outros, pelos mistificadores, que FINGEM, premeditada e conscientemente, atentam contra a verdade, a vontade, e a inteligência, apenas inventando uma mensagem para impressionar ou agradar as pessoas que estão à sua volta. Ou de um povo inteiro, quando o objectivo é o poder, e o saque ao país.
    O Telemarketing, e Megafonemarketing anunciava que afinal os valores nos quais nasceram e foram criados, pelos quais vivam e defendiam não existiam nem Pátria, nem Heróis, nem Nação, nem Honra, nem Dever.
    Os povos portugueses do Ultramar não existiam, nem províncias tudo era uma mera utopia.

    Apanhados pela onda devastadora da efervescência lunática da destruição do terror, e do horror ficaram nesse estupor até hoje, poucos escaparam, e outros poucos conseguiram sair e ergerem-se desse estupor.
    Instalou-se o ANIMISMO palavra que vem do latim ANIMA, neste caso a Alma dos portugueses foi-lhes roubada, como as faculdades humanas (Inteligência, Vontade, como pretendiam de igual forma com a Memória).

    Chegamos ao “Veritatis Splendor” A Moral a resistência mental, a coragem, a força de trabalho, ou o que anima a militância.
    Moral, significa “força moral”, “coragem moral”, “confiança” ou “a vontade de perseverar.”

    Ética, Felicidade, dignidade humana, a Virtude.

    Decência, é a conformidade com as disposições aplicáveis os Valores. A Decência pode ser visto como um grande número de eventos, o que é ensinado a uma criança durante a educação dos pais. Conceito semelhante ao “pudor”

    Sexo, alguém pensava que era através desse acto que existe a reprodução humana? Mais uma utopia nossa.
    A moda é, a humanidade ser exterminada nas salas e salões da morte (aborto) não clínicas, porque as clínicas servem para dar vida, não para matarem, ou as siglas,sim porque eles são de siglas, deram por siglas IVG é ofensa em moral, área crimes contra a moralidade, e a dignidade humana.

    Que os tais que se instalaram nos poderes desde esse tal dia da liberdade, não x têm tirado a nossa liberdade,como a liberdade e o direito a crianças de nascerem.
    Como de igual forma a homosexualidade, cujos efectados por esta patologia tudo que necessitam é de tratamento psíquico adequado aos seus casos, em clínicas, não dessas, da morte, mas das outras que dão a cura. Os nossos Valores, os valores que deferenciam os humanos dos outros animais estão a ser manipulados, minados, destruídos. Por animais irracionais, que se julgam humanos.

    Eles existem e aproveitam-se da fé do povo para explorá-lo: são os Charlatões, os magos do poder, os bruxos, e advinhos do presente, e do futuro que nunca mais chega, os bons pastores das suas famílias, compadres, comparsas e amigos, etc.

    Entra-se na era dos Fariseus, dos Membros de um grupo político-religioso que expressam interesse particular para os interesses dos seus bandos e é caracterizado pela formalidade excessiva na observância do ritual religioso de homem hipócrita, fingidor, e caracterizada por pedantismo e hipocrisia na observância ritual mosaico, e representam a imoralidade.

    E na Orgia vinda por turbilhão devastador de um Abril, os portugueses naufragaram e andam á deriva, há espera que um Barco os recolha e os leve a bom e seguro porto!

  2. Minha cara Rogéria Gillemans

    Eu é que agradeço o tempo dispensado para com este vosso escriba, esta casa terá sempre as portas abertas aos seus comentários.

    Rogério Santos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: