O Lobby Gay

Em Espanha após a aprovação do casamento homossexual, Zapatero lançou uma disciplina nas escolas, chamada EPC (Programa de Educação Sexual) obrigatória e onde se promove a homossexualidade.

“Sexo é para o prazer, tanto quanto podemos ou queremos”, é dito aos adolescentes espanhóis pelo seu governo socialista. “Faça e deixe os outros fazerem o que quiserem”.

Essas palavras apareceram em um panfleto distribuído aos alunos na região da Catalunha, informou Matthew Cullinan Hoffman, do LifeSiteNews.com

“Apreciar o sexo é uma coisa natural e recomendável”, o panfleto também afirma. “Aprenda as melhores maneiras de se divertir com segurança e tranquilidade.”

O panfleto também apoia relações homossexuais, segundo o Fórum Libertas, nenhuma menção é feita à abstinência, nem as consequências de uma relação sexual.

Programas que activamente minam a moralidade sexual entre os jovens estão cada vez mais comuns na Espanha, que implementou uma campanha nacional para, entre outras coisas, “rever a atitude do aluno em relação à homossexualidade” e combater a “homofobia”.

A organização “Cordoba Educa em Liberdade”, um grupo de oposição ao EPC, está acusando o Instituto Maimonides de Ensino Secundário de ensinar a adolescentes de 13-14 anos que “a natureza nos dá o sexo para que possamos usá-lo com outra menina, outro menino, ou com um animal”, de acordo com um relatório dos Profissionais pela Ética.

A lei em Espanha foi escrita de forma a não permitir direito de objecção, como ficou demonstrado com o caso do Juiz espanhol António Alonso.

“Apresento a minha demissão devido à minha impossibilidade moral de unir pelo casamento casais homossexuais, pelo que não posso aplicar esta lei”

Alonso explicou porque é que se demitia contra sua vontade, “a lei está feita para que todos aceitem o casamento homossexual e que todo aquele que não esteja de acordo abandone o seu cargo”. Ler Aqui

No Reino Unido duas crianças foram retiradas aos avós e entregues a um casal homossexual que não tinha qualquer relação familiar com as crianças, Ler aqui

O psiquiatra Joseph Nicolosi fez com que mais de 200 pessoas abandonassem a homossexualidade. Consequentemente a Califórnia aprovou uma lei que pune os médicos que tratam os homossexuais que voluntariamente os procuram. Este tipo de leis rapidamente se espalhou pelos países que legalizaram o casamento gay.

Em Portugal a estratégia consistiu em antecipar-se exigindo à ordem dos médicos que declarasse não ser possível um psiquiatra mudar um homossexual.


Qualquer estação de televisão do Canadá que permita afirmações anti-gay leva uma multa de $200 000. Esta punição não admite recurso e cabe a homossexuais dizer se alguma estação prevaricou.

Chris Kempling, professor numa escola pública, no Canadá, foi suspensa por um mês por ter dito a um jornal que “Gay people are seriously at risk [of sexually transmitted disease], not because of heterosexual attitudes but because of their sexual behavior”; “Homosexual relationships are unstable, ‘gay’ sex poses health risks and many religions consider homosexuality immoral.”

Na sentença o juiz Ronald Holmes disse que “declarações discriminatórias feitas fora do local de trabalho podem ser punidas no local de trabalho”. Ler mais Aqui


Em 2008 a cerveja TAGUS lançou em Portugal uma campanha cujo slogan era “Orgulho heterossexual”. Alguns gays protestaram conseguindo a remoção da campanha.

Em 1998 uma funcionária da Bell Atalatic, Annie Coffey-Montes, há mais de 20 anos na empresa, foi despedida por tentar sair de uma lista de emails [GLOBE – Gay and Lesbians of Bell Atlantic], que anunciava marchas do orgulho gay, etc. Durante um ano pediu ao seu chefe que a retirasse da lista, sem sucesso, até que respondeu a um email: “Please take me off this email. I find it morally offensive. God bless you.” Foi despedida com a alegação de que “promovia um ambiente de trabalho hostil”. Ler mais Aqui


Em 2001 Albert Buonanno foi despedido da AT&T Broadband, Denver, por não assinar uma declaração na qual se comprometia a “fully value sexual orientation differences.” Ler mais Aqui

Em Outubro de 2002 Rolf Szabo, um funcionário da Eastman Kodak Company foi despedido por ter respondido a um email de propaganda gay nestes termos: “Please do not send this type of information to me anymore, as I find it disgusting and offensive. Thank you.” Ler mais Aqui

Em 2003 Richard Peterson, funcionário da Hewlett-Packard em Idaho colocou no seu gabinete dois versisculos da Bíblia em resposta a um poster colocado por dois homossexuais que trabalhavam no gabinete do lado. Foi despedido por não aceitar os “valores da companhia”.

Scott Brockie, dono de uma tipografia, foi condenado a pagar uma multa de $5000 por recusar imprimir folhetos para o Canadian Gay and Lesbian Archives. Ao recorrer da sentença, teve de pagar $100,000 em custas, mas foi ainda obrigado a pagar $40,000 para compensar as despesas com advogados que a Ontario Human Rights Commission teve no processo. Ler mais Aqui

Na Califórnia todas as escolas que recebem dinheiro do Estado (sejam públicas, privadas, religiosas, etc.) têm de promover a homossexualidade. O material educativo é produzido pela Gay, Lesbian, and Straight Educational Network (GLSEN). Numa das cenas, um menino diz:

“What’s wrong with being like a girl? !  They are swine, I am the pearl!  And let them laugh and let them scream!  They’ll be beheaded when I’m queen!”.

Num video da GLSEN, uma menina de 8 anos lê um texto no qual diz que todos os que aceitam a Bíblia são estúpidos. O professor (no vídeo) dá-lhe 20 valores.

Em 2002 o Supremo Tribunal do Canadá determinou que nem pais nem directores nem ninguém pode impedir as escolas e os jardins-de-infância de promover a homossexualidade.

Em Julho 2004 um pastor protestante, Ake Green, foi condenado a um mês de cadeia por ter dito numa pregação na igreja que a homossexualidade “é um tumor no corpo da sociedade”.


O Cardeal Gustaaf Joos, Bélgica, foi processado judicialmente em 2004 por declarações feitas a uma revista.

O Cardeal Antonio Maria Rouco Varela, cardeal de Madrid, foi processado por uma homilia sobre a homossexualidade, dentro da sua catedral em 2003.

Em 2000 foi noticia em todo o mundo que as autoridades holandesas queriam processar o Papa João Paulo II por ter dito que a gay pride em 2000 era uma ofensa aos valores cristãos. O Governo Holandês apenas desistiu quando constatou e aceitou que João Paulo II tinha imunidade.

O bispo anglicano de Chester, U.K., Peter Forster, foi sujeito a uma investigação policial, em Outubro de 2003, por ter dito a um jornal que os homossexuais podem deixar de o ser.  Ler mai Aqui

Em 2004 onze evangélicos foram presos por terem um cartaz a dizer: “Homosexuality Is Sin; Christ Can Set You Free”, junto de uma festa homossexual num local público. Foram acusados de conspiração criminosa.


Em New Jersey todas as Igrejas estão obrigadas por lei a dar todos os sacramentos aos homossexuais, incluindo o sacerdócio e o casamento. A lei proíbe os pastores e padres de fazer homilias contra a homossexualidade e proíbe os cidadãos de fazer boicotes a empresas que promovam a homossexualidade. Depois de várias batalhas jurídicas, os tribunais aceitaram que as igrejas por agora, ficam dispensadas de cumprir esta lei.

A Diocese de Mineapolis expulsou o grupo Dignity, um grupo pró-homossexualidade que se diz católico, do seu Campus Ministry Newman Center. Por causa disso, e com base numa lei que proíbe a discriminação dos homossexuais, a Diocese foi condenada a pagar $30000 de indemnização, ao grupo e à cidade.

No Minnesota um padre católico foi condenado a um ano de cadeia por ter recusado contratar como professor de crianças um homossexual com um longo cadastro de abuso de menores.

Anúncios

Uma resposta

  1. “A miséria de qualquer espécie, não é a causa, é o efeito da imoralidade.” Thomas Carlyle, advogado Escocês, escritor e historiador.

    “O poder sem moral transforma-se em tirania.” Jaime Balmes, filósofo Espanhol.

    “O que é mau na moral, mau é também na política.” Jean-Jacques Rousseau, escritor Francês, filósofo e compositor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: