Em 2010 o desemprego em Portugal será de 650 mil

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) prevê até 2010 uma subida significativa no desemprego em Portugal, que poderá vir a afectar 650 mil pessoas, cerca de 11,7% da população activa, será mais 210 mil desempregados do que os contabilizados no final de 2007.

No relatório apresentado sobre as perspectivas de emprego, a OCDE prevê para o último trimestre de 2010, uma subida de 47,9% no número de desempregados, face ao igual período de 2007.

O número de desempregados no passado mês de Junho, situava-se nos 524 mil, mais de 84 mil desempregados do que no quarto trimestre de 2007)

Anúncios

5 Respostas

  1. o governo tem muitas culpas no cartório temos o exemplo dos 130 despedimentos do casino estoril em que a inspecção do trabalho detectou irregularidades e o governo nada faz será por atilio forte estar no casino estoril e ser do ps.

  2. Marocas Assis
    Meu humano enriquecido
    Rico, deixe-me adivinhar os seus pensamentos ao abrir esta carta: -“esta só com uma providência cautelar é que se cala”, – ah,ah,ah…
    Não é bem assim, amor, mas já sabe que eu não resisto a uma provocaçãozinha… ora, os seus inumérrimos aparecimentos na tv, os joguinhos do “despede não despede”, e principalmente o seu ar trágico-marítimo, fazem do meu salão de refeições, que a minha sopeirinha continua a chamar de cozinha grande, um espaço de tertúlia permanente.
    Fazendo fé na minha assessora de imprensa, – a-tal-que-veio-dos-paises-que-o-António-não-gostava, – por causa desse seu divertimentozeco, só há uma coisa que na NET ainda ninguém lhe chamou: boa pessoa!!! Ah, ah, ah…
    A sopeirinha só diz que, uma empresa que pretende fazer uma remodelação e despede alguns dos melhores empregados, traz água no bico!… Foi então que eu puxando do meu “savoir faire”, da minha experiência e principalmente do conhecimento das manhas do rico, lhe disse:
    – Ó criatura, veja se acompanha os meus neurónios: se eu tiver um jardim muito bonito que é cuidado por dois jardineiros e quiser que o dito jardim se vá degradando, qual deles devo despedir, o bom ou o mau?
    Bem, rico, não sei se ela acompanhou a velocidade dos meus neurónios, mas com aquela carinha de pão ázimo que Deus lhe deu, avançou:
    – Sendo assim, o seu amigo, – referia-se a si – apesar de toda a fanfarronice, não passa dum mau jardineiro, que o dono do jardim pretende manter a todo custo!…
    – Credo, criatura, vire para lá essa boca, – disse eu tentando manter algum respeito.
    -… então, o “jardim” está cada vez mais degradado, as ervas daninhas são as plantas mais cuidadas, mais acarinhadas, as de que mais mordomias usufruem…
    – A colega tem razão, tia, – volve agora a Natacha, – bom jardineiro, passe o eufemismo, é o que sabe afastar as ervas más. No Casino Estoril, para, como dizem os portugueses, chamarmos os bois pelos nomes, isso é tarefa impensável, com a agravante de, e aqui penso que até os deuses terão dificuldade em entender porquê, só proliferar a mediocridade e o compadrio! É voz corrente, que alguns empregados postos na lista de despedimentos, são profissionais de primeiríssima qualidade…
    – Pronto, meus amores, acabou o recreio. A Maria vai fazer um arrozinho de carqueja para o jantar e a Natacha vai… vai… olhe vá ler um livrinho do Júlio Dinis porque a NET anda a pô-la stressadérrima, q’rida.
    Puxa, rico, estas criaturas… parecem você nos bons velhos tempos… dá-se-lhe um pé… e em vez de pedirem a mão… querem é afastá-lo o mais possível do outro! Ah, ah, ah!
    E isto não é nada, q’rido. Às vezes deixo-as sós… e ponho-me a escutá-las, pois se toda a gente escuta, tá a ver… O engraçado é que minha avó costumava dizer: – “Quem muito escuta, mal de si ouve”, – e agora vejo que é verdade, porque eu tenho ouvido dizer mal de si, ah, ah, ah! Não acha chiqérrimo?
    A sopeirinha então é de mais, como é prima daquele seu empregado que-a-coisa-mais-moderna-que-tem-em-casa-é-o-contador-da-água, e que ao que me consta também está para ir na “sua cheia”, (ela diz que ele se ofereceu!) só não diz que o rico é santo. Até diz que, “o rico está para o jogo, como o espeto de pau está para o ferreiro”, ih, ih, ih… Mas dizia mais: -“Até desconfio que o amiguinho da patroa deve ser filho de algum “pato-bravo”. É o chefão de um casino e só pensa em obras. Palpita-me que do que custa cem, apresenta facturas de duzentos; como o Estado paga metade… cala-te boca, que a inspecção faz de “Dona Isabel” mas as escutas andam por aí…”
    – “Ai Maria, dizia a Natacha, se calhar estás a exagerar…”
    – “Era bom que estivesse. O que tu lês nos jornais é só o que eles querem que se saiba. Por exemplo, quanto é que o Estado pagou por aquela parte da sala de jogos do Casino Estoril, que agora é uma discoteca alugada a uma amiguinha do presumivel “mau jardineiro”, pelo preço da uva mijona?”
    Amor, não leve a mal mas, às vezes é melhor que ir ao teatro; deliro com aquelas expressões chiqérrimas da “santa terrinha” Só lhe conto isto porque aqui, sei que fica entre nós. Pelo telefone, rico, vade rectro Satanás, não me atrevia, porque o SOL… tá a ver… tem ouvidos de tísico, ah, ah,ah… Se calhar também só ouve o que lhe convém, porque daquela rixa no seu mais que tudo (leia-se Casino de Lisboa) em que alguém até voou lá do alto para o rés-do-chão, ou como diria um parceirinho da velha guarda, arrufos da aristocracia, fez-se um silêncio ensurdecedor!…
    Ainda dizem que o Primeiro-ministro controla a comunicação social! Comparado com o q’rido, Marocas não passa de um anjinho, ih,ih,ih…
    E agora riqueza, num rigoroso exclusivo para si: (ainda está em segredo de justiça) como constou que o rico colecciona todo e qualquer “Santo António” que lhe apareça, é intenção da malta despedida, mandar fazer nas Caldas e oferecer-lhe, um daqueles que ao puxar um cordel, levanta… uma providência cautelar!
    O rico tem tanta sorte! A mim ninguém me envia uma “providência” dessas. É um verdadeiro humano enriquecido!

    Tchauzinho, amor
    Catorreira da sua
    Jezabel Kanecas

  3. mais ou menos mas ta bem

  4. É inacreditavel ,reduzir as prestações de desemprego. Estão a retirar o nosso dinheiro que descontamos assim a maioria come~ção a trabalhar sem descontos agora pergunto para que que descontamos para sermos roubados, é inacreditavel só mesmo em Portugal.Se o pais esta mal o porque de não ser retirado aos grandes ordenados do estado e regalias.Como estas pessoas que recebem o rendimento minimo e não fazem nada.Poderia ixistir para pessoas com reformas minimas e pessoas necessitadas a muita gente que recebe mais de 600€ mes e nada fazem para arranjar emprego.Neste pais é uma vergonha.

  5. Para Os Trabalhadores da empresa casino estoril no final se fará justiça, reconhecendo a insustentabilidade de um despedimento oportunista promovido por uma empresa que, para além do incumprimento de diversas disposições legais, apresenta elevados lucros e que declara querer substituir os trabalhadores que despede por outros contratados em regime de outsoursing”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: